Aeroporto Aeroparque em Buenos Aires

Depois de ficar um mês na Argentina, chegou o dia em que fui para Santiago no Chile. O aeroporto Aeroparque está mais próximo do bairro de Palermo, local próximo em que eu estava hospedado em Chacarita. O Uber não demorou muito para chegar. Cheguei bem cedo, então tive tempo de conhecer o aeroporto com calma.

Eu tinha chegado tão cedo que não pude nem fazer o check-in. Só pude meia-hora antes do embarque,

O sono ainda não estava forte e nem tinha como dormir ali, então fiquei esperando o tempo passar.
O voo para Santiago no Chile teve escala em Córdoba. O primeiro avião foi de um voo nacional.
O primeiro voo saiu as 06:00. O segundo, em Córdoba, às 14:10.
Achei legal esse café em frente à área de espera para o embarque
Peguei a janela, acho que tive sorte, mas pegar a janela no segundo voo foi mais legal ainda por causa da Cordilheira dos Andes

Passeei de bicicleta no Valle de La Luna, no Chile. Dicas para o Atacama.

San Pedro de Atacama, que fica no norte do país, é um lugar imperdível para conhecer no Chile. Eu me surpreendi com tanta beleza natural que nunca tinha imaginado antes. O Valle de la Luna é um parque imperdível para conhecer. Eu tive coragem de sair de bicicleta do meu hostel e enfrentar o deserto (não tinha noção, né).

Vista do Valle de La Luna. Estou sorrindo na foto, mas suei muito para chegar até aí.
O lado bom de eu não ter feito um tour e ter ido de bicicleta foi fazer tudo sem pressa nenhuma, até porque nem tinha como ter pressa…
Poucas paisagens são como essas, ou quase nenhuma

Quem nunca foi para o deserto pode não ter noção do quão diferente é um lugar como esses. Então, se você vai viajar para lá, veja essas cincos dicas de quem já conheceu a região:

1 – Reserve sua hospedagem perto do centro

O centro do povoado de San Pedro do Atacama é a melhor região para você se hospedar. Como o lugar é um deserto, o calor e o cansaço de ter que caminhar um pouco mais não serão tão estimulantes. Tudo o que você precisa está lá no centro: mercados, restaurantes, lojas, casas de câmbio e agências de viagem. Não esqueça de levar, ou compre o seu boné ou chapéu para se proteger do sol escaldante.

2 – Não fique com dias de folga

O legal do Atacama são os diversos passeios que você pode fazer. Ficar um dia todo sem pegar um tour pode ser um desperdício de tempo e dinheiro. Planeje a sua viagem e os lugares do Atacama que você quer conhecer. O centro do povoado você consegue ver num fim de tarde ou numa manhã.

3 – Batom de cacau e hidratante

Os meus lábios estavam tão ressecados que quase começaram a rachar. O Atacama é seco. As minhas mãos ressecaram tanto que começaram a aparecer pequenas cascas entre os dedos, então seja prevenido e leve com você um batom de cacau e um hidratante para as mãos. Beber água é essencial nesse deserto.

4 – Prefira um tour

Muitas pessoas, inclusive eu, optaram bela ideia (só que não) de ir de bicicleta pelo deserto do Atacama para o Valle de La Luna. Nossa, nunca mais faço isso. A sua preparação física tem que estar muito boa e olha que na época eu praticava muita corrida. Pense que o ambiente é um deserto, se acontecer algum imprevisto vai ficar mais difícil. Faltou energia e sobrou cansaço, viu. Eu não vou me estender muito porque quero contar os detalhes do que aconteceu comigo no meu segundo e-book. O meu primeiro é esse aqui. Siga essa dica valiosa. Não vá para o Vale de La Luna pedalando…

A vista é uma coisa impressionante. Eu não recomendo que vá de bicicleta, a não ser que tenha o físico bem preparado para o tranco. Eu fui, a experiência foi exaustiva, mas tive minha recompensa 🙂
O parque tem mais de mais de dez quilômetros e começa depois de cinco quilômetros que você passa na entrada. Isso sem calcular o caminho do povoado de San Pedro até a entrada. Linda paisagem.
Essa placa no meio do Valle de la Luna, nem me lembro se segui…

5 – Passagens aéreas mais baratas

Ah, a passagem de Santiago para San Pedro não fica cara se você comprar no site da versão chilena da companhia aérea que escolher, mas a sua mala precisa ser de mão. Eu só não fui de avião porque o meu excesso de bagagem não ia compensar pelo valor total do voo. Quando você estiver no Chile, acesse a internet e busque pelas companhias aéreas de baixo custo que operam no país. Você vai achar um valor impressionantemente em conta em relação aos preços praticados no Brasil 🙂

Veja como é o centro de Lima, no Peru

O centro de Lima tem uma praça limpa e uma jardinagem bonita. É muito fácil de encontrar vários restaurantes bons e com preços melhores ainda, por lá. O dinheiro do Peru é o Soles, que tem o mesmo valor do real, no entanto, lá o seu dinheiro rende muito mais.

Não estranhe o clima meio nublado ameaçando que vai chover porque nunca chove na cidade. Isso acontece por causa da localização geográfica da região. Não se espante com o tamanho da cidade que é realmente gigante, mas os principais pontos turísticos estão todos perto do centro. Os bairros de Miraflores e Barranco são bastante agitados. Barranco respira arte e Miraflores modernização e estabelecimentos badalados. Depois faço uma postagem somente desses bairros.

Olha como é o centro de Lima:

Plaza Mayor. É Europa? Não sei, nunca fui, só vejo nas fotos e nos vídeos e ouço falar.
Centro da cidade é cheio de cores e com edifícios históricos.

Clima é ameno, mas pede uma jaqueta mais leve

Gosto de ver chafarizes, principalmente quando rodeado de uma jardinagem de bom gosto

Uma coisa que percebi: na maioria dos países latino-americanos que passei, existe uma igreja na praça principal do centro

Sonhar com viagem internacional vale a pena?

O sonho é o começo de toda realização. É lógico que é difícil realizar os sonhos, mas é possível. Se você não sonha com algum destino, como vai se planejar? Não tem como. Antes de fazer a minha primeira viagem internacional, eu não tinha as mínimas condições. Só ficava admirando aqueles vídeos de viagem no YouTube e aquelas revistas de agências. Mas sabe o que aconteceu? Eu continuei sonhando, mesmo com todas as impossibilidades que se erguiam na minha realidade.

Eu sempre tive objetivos e tenho, e foi isso o que me deu ânimo para insistir no sonho. Fui trabalhando, fui subindo de cargo, até que um dia, me vi em plenas condições de viajar de maneira confortável e lá fui eu para a minha primeira viagem internacional: passei por 12 países, mais de 40 cidades. Quem dira, hein. Aquele menino que já tinha trabalhado de camelô na rua, que já tinha recebido um monte de nãos, viu que é possível sim realizar o sonho. Só não pode desistir.

Pode ser que, se hoje você fala do seu sonho para alguém, essa pessoa talvez possa querer te mostrar todas as dificuldades que estão na sua frente, mas sabe de uma coisa? Se você acredita em você e faz o bem, o mais importante é o que você pensa de você mesmo, não os outros. Você pode se levar para longe ou para lugar nenhum. Tudo vai depender de você mesmo. Insista que, na hora certa, chega.

Não importa em que estação da sua vida você está, continue insistindo 🙂

Vou deixar um vídeo de uns dos dias mais legais que tive na minha viagem: quando fui conhecer a neve em Santiago, no Chile:

Fique em casa, mas planeje sua viagem. Dicas para o próximo destino

Eu sei que não é tão legal ficar muito tempo parado, ainda mais se você está acostumado a viajar. Mas quem é viajante, quando não está viajando, está planejando a próxima viagem. Como um rapaz que gosta muito de conhecer lugares novos, vou deixar aqui cinco dicas para planejar aquela viagem nota dez para ser concretizada depois que passar o novo coronavírus, afinal ele não pode impedir os nossos planos para o próximo destino.

1 – Dinheiro

O dinheiro é um fator essencial para uma viagem. Então pense para qual destino você quer ir, calcule os gastos com o transporte, acomodação, passeios, comida e imprevistos. Nunca saia com o dinheiro contado de casa. Esse site aqui vai te dar noção dos valores de lugares turísticos ao redor do mundo.

2 – Pesquise experiências reais

Existem muitas recomendações de viagem que estão baseadas em publicidade ou propaganda. Prefira aquelas experiências reais. Pode ser de algum YouTuber ou blogueiro que você acompanha e sabe que ele não está fazendo um jabá para alguma empresa. Tem um grupo no Facebook cheio de relatos reais, que vão te ajudar com experiências para a sua viagem sair com planos bem elaborados. Ah, em questão de hospedagem, aquela parte do MarketPlace do Facebook pode te dar mais opções, além dos tradicionais sites de viagens como o Booking.

Valparaíso – Chile
Pesquisar é bom, mas isso não tira experiências surpreendentes

3 – Partidas e chegadas

Uma dica muito legal é você mandar um e-mail para a hospedagem em que reservou sua estadia perguntando quais são as melhores opções disponíveis para chegar até o local. Isso é muito útil em uma cidade desconhecida, ainda mais se você é um estrangeiro. Já recebi e-mails que me informavam todas as opções disponíveis: desde o transporte público até os mais privativos.

4 – Nunca deixe para reservar no balcão

Eu já me dei mal várias vezes porque não tinha reservado a hospedagem e tinha ido até o local. Quando cheguei lá, não tinham vagas. Não dá para saber se pelo Booking é mais caro ou mais barato. Cada hostel ou hotel cobra de um jeito diferente, mais caro no Booking ou mais barato. Então, para não precisar ficar rodando com sua mala ou mochila atrás de outro lugar, o melhor é reservar mesmo.

5 – Tire todas as dúvidas

Em alguns passeios que fiz ,existiram custos extras que eu não estava esperando. Então sempre pergunte se existe algum custo adicional em tours. Assim, você vai poder comparar qual o melhor preço de verdade, quando estiver reservando em alguma agência local o passeio ou transporte.

Coronavírus longe: 4 canais de viagem do YouTube para assistir em casa

Ninguém gosta de ficar isolado sem sair por muito tempo, ainda mais quem gosta de viajar. Para deixar esse período de isolamento contra contaminação do coronavírus menos tedioso, abaixo vão quatro canais no YouTube de viagens para se entreter:

1 – Estevam pelo mundo

O Lucas Estevam tem vídeos de diversos destinos legais para conhecer. O estilo de viagem dele é confortável e o youtuber sabe passar informação de forma descontraída e bem-humorada.

2 – Travel and Share

O casal de viajantes Rômulo e Mirella já estão há mais de cinco anos na estrada. Ele começaram de carro acampando, depois conseguiram um motor-home. O legal é a viagem que tem um estilo corriqueiro dos dois. Eles respondem dúvidas e ajudam os futuros viajantes com experiências da viagem que fazem.

3 – João Cajuda

Esse youtuber português tem uns vídeos de viagem bem estilosos. O tipo de viagem que ele é faz envolve diversas paisagens de tirar o fôlego.

4 – Carioca pelo mundo

Sonhe em uma viagem. Provavelmente o seu sonho não tenha chegado nem perto do que é a viagem real do Jayme Drummond, mas isso acaba virando uma inspiração muito boa para quem gosta de sonhar. Luxo, glamour e estilo bateram nos vídeos dele e ficaram.

Dólar alto? Então veja 5 países em que o real rende

O dólar alto pode aumentar ainda mais o custo da sonhada viagem. Vou citar aqui cinco lugares que o real consegue ter um poder de compra bom. A lista é baseada nas minhas experiências pessoais.

Então nada de trocar dólar antes de viajar, gaste em reais mesmo. Se você está levando cartão, tem essa dica importante para gastar o dinheiro em um cartão, que cobra uma boa taxa de câmbio, e faz a conversão automática e direta para qualquer moeda. Então você não precisa pagar duas taxas de câmbio com cartões de casas de câmbio (mudança para o dólar e do dólar para outra moeda, que nem eu já fiz, quando era um viajante inexperiente).

Ah, muitos destinos têm o dólar como padrão de preços, então, se aceitarem o cartão não se faça rogado e use-o. Compre um pouco da própria moeda do país antes do sair do Brasil e depois mais por lá.

Aqui vão os 5 lugares que passei que o real se saiu bem no quesito bom preço:

1 – Bolívia

Existem diversos lugares surpreendentes na Bolívia para conhecer. Se você ainda não conhece o Salar de Uyuni, esse lugar é muito bom para presenciar uma paisagem incrível no maior deserto de sal do mundo. Além do Salar de Uyuni, tem as cidades de Sucre, Cochabamba, Potosí e Copacabana que são as que mais recomendo. La Paz e Santa Cruz, sinceramente, não me agradaram muito. Na Bolívia você vai pagar pouco e aproveitar bastante.

Consegui pegar o conhecido “Espelho de água” no Salar de Uyuni

2 – México

Esse país é sensacional, tem praias paradisíacas, tem selva, tem cidade, tem história, tem comida boa, tem muita coisa. Um dos lugares mais inesquecíveis é Isla Mujeres (próxima de Cancún). A ilha é um paraíso na terra. As cidades que passei que mais recomendo são Playa del Carmen, Cancún, San Cristóbal de las Casas, Bacalar, ilha Cozumel e Mérida. Os valores das hospedagens, comidas e tours não vão fazer nenhum rombo financeiro que um destino que usa o dólar pode fazer.

Comidas típicas mexicanas da cidade de Mérida. Tem a Cochinita, nachos, tacos, batatas com molho, pepinos, a mini paella, feijão em pasta (uma delícia com os nachos), poc chu e um suco de limão. Não comi isso tudo sozinho, dividi, né.

3 – Peru

Consegui bons valores de passeios e hospedagens nesse país. Machu Picchu é parada obrigatória, mas tem também as cidades de Cusco (ideal para conhecer antes de Machu Picchu), Arequipa (cidade considerada com a melhor culinário do país) Lima (ótimas hospedagens, ótimos passeios e excelente comida) e a surpreendente Huaraz.

Muito bonito esse lugar à noite
Parque de la Reserva em Lima

4 – Colômbia

O país é alegre, receptivo e sabe fazer uma boa festa. A história também é bem interessante. O lugar que eu mais gostei de toda a Colômbia foi Playa Blanca, em Cartagena, outro paraíso caribenho, mas isso não tira o mérito das interessantes cidades de Medelín, Bogotá, Santa Marta e Cali, que é outra cidade que gostei bastante e fica em um vale, o que mistura natureza com urbanização, bem legal.

Tentando mergulhar em Playa Blanca

Para viajar e aproveitar tranquilamente, que alerta devo ter?

Não é só por causa do coronavírus que estou fazendo essa postagem não. Pessoal. É fato que esse vírus pode matar muitas pessoas em pouco tempo, mas, além dos cuidados para não pegar essa doença, é importante também não se esquecer de outros cuidados que temos que tomar para a nossa viagem começar feliz e terminar com chave de ouro.

Viagem feliz requer cautela
Reprodução/Anderson Barbosa G1

Infelizmente, eu presenciei uma situação nada agradável faz poucos dias. Um homem estava com o corpo boiando no mar porque tinha se afogado. O desespero da família foi triste. Eu vi aquilo e fiquei bem angustiado. O homem foi resgatado por um barco e os bombeiros diziam que ele estava com pulso. Eu não fiquei para ver como terminou o atendimento.

Então, não se esqueça de tomar cuidado, de não se arriscar no mar. Além disso, existem muitos outros cuidados em uma viagem:

  • Não sair sozinho depois das 22h00 em um lugar que você não conhece ou não é conhecido;
  • Não aceitar bebidas de estranhos em festas;
  • Evitar passear sozinho em lugares como montanhas ou morros;
  • Se você está viajando sozinho e está em um hostel, procure fazer amizade com alguém. O pessoal é superreceptivo, e tem gente que tem um roteiro de passeios bem flexível, ou que até pode aceitar um convite seu para passear em algum lugar turístico, e
  • Reserve a sua hospedagem com antecedência para não ter o perigo de chegar em um local, e não achar uma vaga em algum hostel ou hotel.

O que fiz na praia em Matinhos em um dia chuvoso

Quando a gente vai na praia, sempre quer bastante sol né. Mas nem sempre isso acontece. No dia que fui visitar duas praias do litoral paranaense; Caiobá e Matinhos, o tempo não estava para mergulhar no mar. As nuvens pesadas começaram a aparecer, o vento já se mostrou para o que tinha vindo e a garoa começou sem parar.

Como não dava para entrar na água, então simplesmente passeei com o meu pai e meus amigos e fomos almoçar uma porção. O saboroso almoço foi o ápice do dia.

Olha as fotos do dia de chuva:

Parecia que ia ter sol….
Caiobá – Paraná
Matinhos – Paraná
Vish. Cade o verão?
Vamos esperar outro dia para o sol aparecer…

Belo Jardim – Pernambuco

Quando fui em Belo Jardim, no Pernambuco, conheci a deliciosa culinária nordestina e passeei pela natureza. A cidade do interior fica a três horas da capital Recife. Valeu a pena visitar o lugar onde morou minha vó.

Parque público em Belo Jardim

Flores bonitas no caminho para um restaurante
Lago em Belo Jardim
Restaurante de culinária nordestina
Arrumadinho, prato típico. UMA DELÍCIA.