Indo no Jardim botânico Lankester, na Costa Rica

A Costa Rica tem praias belíssimas e também tem uma natureza rica. A sua biodiversidade representa 5% do que existe em todo o território mundial. Então lá fui eu conhecer algo diferente das praias: o Jardim Botânico Lankester, que fica na cidade vizinha de Cartago, a meia hora de São José, capital do país, onde eu estava hospedado.

Fachada do Jardim Botânico que fica em Cartago

O transporte que eu recomendo é o de trem que vai proporcionar uma vista rica da natureza da região. É preciso ficar atento nos horários. Aqui vai a tabela para ajudar, essa tabela é de 2018, vale a pena conferir se os horários se mantiveram com a Incofer, responsável pela programação. Se você quiser ir de ônibus, no centro da cidade de San José, tem várias linhas que vão constantemente para Cartago.

Horário do transporte de trem, saindo de São José para Cartago

Horário do transporte de trem, saindo de Cartago para São José

O Jardim Botânico Lankester não é muito grande, porém vale uma visita para apreciar a riqueza da fauna costarriquenha. Tem até uma parte do jardim com influências orientais.

Fonte com escultura de pedras arredondadas

Início do passeio perto da entrada do Jardim Lankester

Fonte no meio da fauna do jardim

Caminho com muros de bambu para a parte oriental do jardim

Pequena casa na parte oriental do passeio

Ponte vermelha em estilo oriental

Passeando a pé na Ilha de Cozumel, no México

Olá, amigos, nessa postagem vou falar de alguns lugares que são possíveis de visitar a pé na ilha de Cozumel, no México. O ideal é ter algum meio de transporte para você se locomover em menos tempo e se cansando pouco no percurso, aqui tem uma dica matadora de transporte pela ilha.

Esculturas no caminho para a Playa Azul


A praia mais perto do porto é a Playa Azul, que é particular. Você consegue chegar lá caminhando uns 25 ou 30 minutos. No entanto, eu só recomendo esse passeio durante a manhã, pois o sol não está tão forte. Para permanecer na praia, é preciso consumir algo no bar/restaurante que fica na entrada.

Playa Azul
Fonte: Different world

O trajeto da caminhada é agradável, tem várias esculturas que remetem aos povos nativos da região. A bela vista do mar e a amplitude da calçada deixam a experiência melhor ainda.
As demais praias ficam mais longe, então é melhor chegar nelas de carro.

Praça das duas culturas

Caminhando próximo ao porto, também é possível conhecer o centro de Cozumel, que é cheio de lojinhas de artesanatos e lembranças para levar de recordação. Eu levei um chaveiro lindo de Cozumel para a minha irmã. Se você quiser matar sua fome, é só andar mais um pouco pelo centro que vai encontrar diversas variedades de restaurantes. O Señor Frogs, por exemplo, está no centro comercial chamado de Punta Langosta, que fica a uns 15 minutos caminhando da praça principal.

O Taco y Tequila está praticamente do lado do Señor Frogs.

No fim do dia, tem o presente gratuito da natureza que é o belo pôr do sol. Ideal para você apreciar do porto da ilha.

Fim do dia em Cozumel

Ilha Cozumel, no México – Parte 1

Quem não gosta de uma ilha paradisíaca? Cozumel, no México, a aproximadamente 35 minutos de Playa del Carmen, é um local visitado por muitos turistas.

Quem chega em Playa del Carmen consegue encontrar diversas empresas que fazem o percurso de ferry, a mais barata é a México. Quando fui, paguei 90 pesos mexicanos para a ida e volta (quase 18 reais ao todo).

O dia em que fui não estava com muito sol

É importante prestar atenção no último horário de volta de Cozumel para Playa del Carmen às 20:00 hs, e o penúltimo volta às 18:00 hs, ou seja, são duas horas de diferença. Eu perdi o horário das 18:00 hs e acabei tendo que esperar o próximo.

Monumento de aves que fica próximo ao porto de chegada da ilha
Essas carruagens parecem vindas de um conto de fadas para um passeio real romântico com alguém qualificado para a vaga

Quem vai para Cozumel, antes de mais nada, precisa saber que as praias não estão perto do porto. Andar vai tornar o dia bem cansativo, por isso, alugar um carro ou uma bicicleta é indispensável.

Fui numa loja perguntar quanto era o aluguel de uma bicicleta e na época custava $ 150 pesos o dia todo (R$ 30,00). Um carro para quatro pessoas o dia todo estava em torno de $ 200 pesos para cada um (R$ 40,00), fora o combustível. Para quem quiser ver mais praias, é recomendável visitar Cozumel com mais pessoas para alugar um carro e passear tranquilamente sem pressa e sem perrengue.

Aqui abaixo vai uma empresa que faz o aluguel de veículos. O local dessa agência é numa rua à esquerda da torre do relógio, bem visível, que fica na praça principal. Não peguei o nome da rua, perdóname.

As melhores praias ficam na parte contrária do local do porto em que você chega. Então amigos, não faça como eu, e não vão para a Playa Azul a pé. Acho que uma bicicleta, para quem não está acostumado com a distância e com o calor, vai exigir bastante do condicionamento físico. Se você tem essa preparação, só vai 😉 Acho que preciso ir outra vez para Cozumel para aproveitar as praias de verdade.

Variedades de comércios e restaurantes ficam no centrinho perto do porto de chegada

O centro de Cozumel é totalmente variado, tem lojinhas com lembranças, restaurantes e hotéis. O lugar é bom para fazer compras. Comprei um chaveiro como lembrança da ilha.

Centrinho da ilha Cozumel perto da torre de relógio na praça principal

Curtindo a praia das Gaivotas em Floripa

A alguns minutos do centro do bairro dos Ingleses, no norte de Florianópolis, fica a praia das Gaivotas. Lá você pode encontrar uma faixa de areia mais extensa do que na praia perto do centrinho do bairro. As ondas são um pouco mais agitadas, mas nada que impeça de curtir o mar. A areia é clara e a água é transparente, mas isso vai depender do dia. A temperatura do mar pode ficar um pouco fria, porém não atrapalha os mergulhos, ainda mais se o sol estiver rachando.

Em um domingo, fui lá com a minha mãe aproveitar a praia. Como o dia estava de sol, então curti bastante. Se você não vai levar um guarda-sol, o preço do aluguel é de R$ 10,00 até as 18h00. Aluguei um e fiquei até umas 15h00. Já estava com as cadeiras de praia.

O domingo estava de sol, céu limpo, então aproveitei para tirar um foto na beira da Praia das Gaivotas

Caso você deseje ir caminhando do centro dos Ingleses até a praia, vai levar cerca de uns 20 minutos. Se pegar um Uber, é rapidinho; uns 6 minutos. Eu fui de Uber de casa até as Gaivotas.

Gosto de tomar bastante sol e garantir a vitamina D. Curto me queimar, mas passo bastante protetor e hidratante para não descascar

Se você for comprar alguma comidinha ou bebida na alta temporada (de dezembro até meados de março), prepare o seu bolso. Uma água de coco custa R$ 10,00, enquanto um açaí médio R$ 15,00, se for no crédito, pode ter alguma taxa. Levei algumas comidas de casa, então não gastei quase nada na praia mesmo, só tomei o açaí.

Nada melhor que apreciar a natureza na beira do mar

O dia foi bom demais nessa praia de Floripa

Essa foto foi tirada debaixo da sombra do guarda-sol

Fique em casa, mas planeje sua viagem. Dicas para o próximo destino

Eu sei que não é tão legal ficar muito tempo parado, ainda mais se você está acostumado a viajar. Mas quem é viajante, quando não está viajando, está planejando a próxima viagem. Como um rapaz que gosta muito de conhecer lugares novos, vou deixar aqui cinco dicas para planejar aquela viagem nota dez para ser concretizada depois que passar o novo coronavírus, afinal ele não pode impedir os nossos planos para o próximo destino.

1 – Dinheiro

O dinheiro é um fator essencial para uma viagem. Então pense para qual destino você quer ir, calcule os gastos com o transporte, acomodação, passeios, comida e imprevistos. Nunca saia com o dinheiro contado de casa. Esse site aqui vai te dar noção dos valores de lugares turísticos ao redor do mundo.

2 – Pesquise experiências reais

Existem muitas recomendações de viagem que estão baseadas em publicidade ou propaganda. Prefira aquelas experiências reais. Pode ser de algum YouTuber ou blogueiro que você acompanha e sabe que ele não está fazendo um jabá para alguma empresa. Tem um grupo no Facebook cheio de relatos reais, que vão te ajudar com experiências para a sua viagem sair com planos bem elaborados. Ah, em questão de hospedagem, aquela parte do MarketPlace do Facebook pode te dar mais opções, além dos tradicionais sites de viagens como o Booking.

Valparaíso – Chile
Pesquisar é bom, mas isso não tira experiências surpreendentes

3 – Partidas e chegadas

Uma dica muito legal é você mandar um e-mail para a hospedagem em que reservou sua estadia perguntando quais são as melhores opções disponíveis para chegar até o local. Isso é muito útil em uma cidade desconhecida, ainda mais se você é um estrangeiro. Já recebi e-mails que me informavam todas as opções disponíveis: desde o transporte público até os mais privativos.

4 – Nunca deixe para reservar no balcão

Eu já me dei mal várias vezes porque não tinha reservado a hospedagem e tinha ido até o local. Quando cheguei lá, não tinham vagas. Não dá para saber se pelo Booking é mais caro ou mais barato. Cada hostel ou hotel cobra de um jeito diferente, mais caro no Booking ou mais barato. Então, para não precisar ficar rodando com sua mala ou mochila atrás de outro lugar, o melhor é reservar mesmo.

5 – Tire todas as dúvidas

Em alguns passeios que fiz ,existiram custos extras que eu não estava esperando. Então sempre pergunte se existe algum custo adicional em tours. Assim, você vai poder comparar qual o melhor preço de verdade, quando estiver reservando em alguma agência local o passeio ou transporte.

Coronavírus longe: 4 canais de viagem do YouTube para assistir em casa

Ninguém gosta de ficar isolado sem sair por muito tempo, ainda mais quem gosta de viajar. Para deixar esse período de isolamento contra contaminação do coronavírus menos tedioso, abaixo vão quatro canais no YouTube de viagens para se entreter:

1 – Estevam pelo mundo

O Lucas Estevam tem vídeos de diversos destinos legais para conhecer. O estilo de viagem dele é confortável e o youtuber sabe passar informação de forma descontraída e bem-humorada.

2 – Travel and Share

O casal de viajantes Rômulo e Mirella já estão há mais de cinco anos na estrada. Ele começaram de carro acampando, depois conseguiram um motor-home. O legal é a viagem que tem um estilo corriqueiro dos dois. Eles respondem dúvidas e ajudam os futuros viajantes com experiências da viagem que fazem.

3 – João Cajuda

Esse youtuber português tem uns vídeos de viagem bem estilosos. O tipo de viagem que ele é faz envolve diversas paisagens de tirar o fôlego.

4 – Carioca pelo mundo

Sonhe em uma viagem. Provavelmente o seu sonho não tenha chegado nem perto do que é a viagem real do Jayme Drummond, mas isso acaba virando uma inspiração muito boa para quem gosta de sonhar. Luxo, glamour e estilo bateram nos vídeos dele e ficaram.

Dólar alto? Então veja 5 países em que o real rende

O dólar alto pode aumentar ainda mais o custo da sonhada viagem. Vou citar aqui cinco lugares que o real consegue ter um poder de compra bom. A lista é baseada nas minhas experiências pessoais.

Então nada de trocar dólar antes de viajar, gaste em reais mesmo. Se você está levando cartão, tem essa dica importante para gastar o dinheiro em um cartão, que cobra uma boa taxa de câmbio, e faz a conversão automática e direta para qualquer moeda. Então você não precisa pagar duas taxas de câmbio com cartões de casas de câmbio (mudança para o dólar e do dólar para outra moeda, que nem eu já fiz, quando era um viajante inexperiente).

Ah, muitos destinos têm o dólar como padrão de preços, então, se aceitarem o cartão não se faça rogado e use-o. Compre um pouco da própria moeda do país antes do sair do Brasil e depois mais por lá.

Aqui vão os 5 lugares que passei que o real se saiu bem no quesito bom preço:

1 – Bolívia

Existem diversos lugares surpreendentes na Bolívia para conhecer. Se você ainda não conhece o Salar de Uyuni, esse lugar é muito bom para presenciar uma paisagem incrível no maior deserto de sal do mundo. Além do Salar de Uyuni, tem as cidades de Sucre, Cochabamba, Potosí e Copacabana que são as que mais recomendo. La Paz e Santa Cruz, sinceramente, não me agradaram muito. Na Bolívia você vai pagar pouco e aproveitar bastante.

Consegui pegar o conhecido “Espelho de água” no Salar de Uyuni

2 – México

Esse país é sensacional, tem praias paradisíacas, tem selva, tem cidade, tem história, tem comida boa, tem muita coisa. Um dos lugares mais inesquecíveis é Isla Mujeres (próxima de Cancún). A ilha é um paraíso na terra. As cidades que passei que mais recomendo são Playa del Carmen, Cancún, San Cristóbal de las Casas, Bacalar, ilha Cozumel e Mérida. Os valores das hospedagens, comidas e tours não vão fazer nenhum rombo financeiro que um destino que usa o dólar pode fazer.

Comidas típicas mexicanas da cidade de Mérida. Tem a Cochinita, nachos, tacos, batatas com molho, pepinos, a mini paella, feijão em pasta (uma delícia com os nachos), poc chu e um suco de limão. Não comi isso tudo sozinho, dividi, né.

3 – Peru

Consegui bons valores de passeios e hospedagens nesse país. Machu Picchu é parada obrigatória, mas tem também as cidades de Cusco (ideal para conhecer antes de Machu Picchu), Arequipa (cidade considerada com a melhor culinário do país) Lima (ótimas hospedagens, ótimos passeios e excelente comida) e a surpreendente Huaraz.

Muito bonito esse lugar à noite
Parque de la Reserva em Lima

4 – Colômbia

O país é alegre, receptivo e sabe fazer uma boa festa. A história também é bem interessante. O lugar que eu mais gostei de toda a Colômbia foi Playa Blanca, em Cartagena, outro paraíso caribenho, mas isso não tira o mérito das interessantes cidades de Medelín, Bogotá, Santa Marta e Cali, que é outra cidade que gostei bastante e fica em um vale, o que mistura natureza com urbanização, bem legal.

Tentando mergulhar em Playa Blanca

Para viajar e aproveitar tranquilamente, que alerta devo ter?

Não é só por causa do coronavírus que estou fazendo essa postagem não. Pessoal. É fato que esse vírus pode matar muitas pessoas em pouco tempo, mas, além dos cuidados para não pegar essa doença, é importante também não se esquecer de outros cuidados que temos que tomar para a nossa viagem começar feliz e terminar com chave de ouro.

Viagem feliz requer cautela
Reprodução/Anderson Barbosa G1

Infelizmente, eu presenciei uma situação nada agradável faz poucos dias. Um homem estava com o corpo boiando no mar porque tinha se afogado. O desespero da família foi triste. Eu vi aquilo e fiquei bem angustiado. O homem foi resgatado por um barco e os bombeiros diziam que ele estava com pulso. Eu não fiquei para ver como terminou o atendimento.

Então, não se esqueça de tomar cuidado, de não se arriscar no mar. Além disso, existem muitos outros cuidados em uma viagem:

  • Não sair sozinho depois das 22h00 em um lugar que você não conhece ou não é conhecido;
  • Não aceitar bebidas de estranhos em festas;
  • Evitar passear sozinho em lugares como montanhas ou morros;
  • Se você está viajando sozinho e está em um hostel, procure fazer amizade com alguém. O pessoal é superreceptivo, e tem gente que tem um roteiro de passeios bem flexível, ou que até pode aceitar um convite seu para passear em algum lugar turístico, e
  • Reserve a sua hospedagem com antecedência para não ter o perigo de chegar em um local, e não achar uma vaga em algum hostel ou hotel.

Parque da Luz – São Paulo

No centro de São Paulo, ao lado da estação da Luz, fica o Parque da Luz. Dar uma volta nesse parque, em um fim de tarde, é uma boa opção para quem está passando ali perto. Encostado do parque está a Pinacoteca. O espaço é cheio de exposições de arte.

Quem vive por ali, aproveita para fazer um exercício na academia com pesos de cimento ao ar livre. Só passear ou passar o tempo batendo papo também é ótimo para relaxar em meio a uma grande cidade. Em cima da gruta do parque, é possível ter uma vista mais panorâmica da natureza. Depois de um passeio por lá, o visitante pode esticar o programa no Museu da Língua Portuguesa, ao lado da estação da luz.

Eu não nunca notei a presença de muitos turistas por ali. O lugar é mais frequentado por pessoas que moram na região. Apesar disso, não deixei de apresentar esse parque para uma amiga belga que gostou do passeio. Até porque ali tem outras atrações culturais e artísticas.

É preciso tomar cuidado nessa região. O ideal é evitar andar com o celular ou câmera fotográfica na mão muito tempo. No Parque da Luz tem segurança, mas é bom evitar o indesejado.

Parque da Luz – Lugar para esquecer da correria do dia a dia

Conheça 4 lugares para visitar na Costa Rica

A Costa Rica é um país da América Central que propicia belos passeios pelas praias caribenhas. A natureza é bem presente por todo o país que abriga uma grande biodiversidade. O clima caribenho do país atrai visitantes que apreciam o contato com a natureza.

Veja abaixo 4 lugares para visitar na Costa Rica:

1 – Parque Nacional Manuel Antonio


O Parque Nacional Manuel Antonio é um lugar altamente recomendável, e está localizado na região central do país, no município de Quepos. A praia desse lugar tem uma beleza digna do Caribe. Além de aproveitar um dia relaxante nessa praia, é possível fazer uma trilha que dura aproximadamente 30 minutos, é comum encontrar no meio do caminho macacos e guaxinins que vivem pelo parque. As atividades que estão disponíveis são caminhadas, rafting, pesca esportiva, arvorismo, canoagem, observação das aves, tirolesa, entre outras. Quem quiser uma refeição em um bom restaurante vai ter à disposição boas escolhas.

Lindas paisagens é o forte desse parque
Reprodução/TripAdvisor

2 – Playa Hermosa


Quem gosta de surfar precisa conhecer Playa Hermosa, as ondas dessa praia atraem vários surfistas para aproveitarem o melhor do esporte, além disso, a água do mar combina com toda a beleza da região. Da capital San José, são aproximadamente 100 km para chegar até essa praia do Oceano Pacífico. Outro ponto forte é o pôr do sol que se torna um programão para o fim da tarde.

Nada como uma praia como essa no verão
Reprodução/The Howler Magazine

3 – Praia de Tamarindo

Bem conhecida, a praia de Tamarindo recebe turistas de várias partes do mundo, principalmente os americanos. Esse lugar fica na parte norte do país. Quem nunca teve contato com o surfe terá uma ótima oportunidade para aprender. A temperatura da água é um dos atrativos, em geral está próxima dos 26 graus. E uma das belezas inegáveis dessa praia é o momento do pôr do sol, uma paisagem digna de fim de tarde preencherá o passeio com chave de ouro.

Sol vai se pondo se encontrando com o mar
Reprodução/Viajar, ver e viver

4 – Parque Nacional Volcan Tenório


Na província de Guanacaste, está o Parque Nacional Volcan Tenório. Um caminho de aproximadamente 1 hora vai levar o turista ao Rio Celeste, famoso por suas águas bem azuladas. Por causa do acesso que não é muito fácil, a visita é para quem realmente ama a natureza, a vista do Rio Celeste é uma das mais belas da Costa Rica.

Parece montagem ou edição de imagem de tão lindo, mas não é
Reprodução/TripAdvisor