Conheça a praia de Puerto Viejo, Costa Rica

Antes da Costa Rica, eu estava no Panamá. O trajeto foi de Bocas del Toro, uma ilha bem turística, até a pequena cidade de Puerto Viejo que tem uma praia com bastante natureza e um pôr do sol muito bonito.

A cidade litorânea, perto de Bocas del Toro, fica no departamento de Limón. Estando em Puerto Viejo você pode visitar várias praias próximas como Punta Uva, Cocles e Manzanillo. O estilo da região é bem de pequena cidade mesmo, mas o local é bastante visitado por turistas. Os nativos falam uma frase típica que traduz o estilo de vida deles: Pura vida.

Os preços na Costa Rica foram os mais elevados da minha viagem. Tudo é mais caro, mais até que o Panamá, que a moeda é o dólar. Se você pretende economizar na viagem, o destino não será dos mais baratos. A moeda local se chama colones. 1 real compra quase 95 colones, mas não se engane, porque 95 colones não compra quase nada.

Se você quiser comer barato, tem um prato típico que se chama Gallo Pinto, é uma mistura de arroz com feijão quase tostados, que são acompanhados com um pedaço de queijo. Existem variações da receita. Você consegue encontrar esse prato na Costa Rica por uns R$ 7,00.

Fazia poucas horas que eu tinha chegado no país, mas não pude deixar de dar uma passada na praia da cidade
Puerto Viejo

Nesse fim de tarde, não havia muitas pessoas na praia. Acho que estava na baixa temporada

Que pôr do sol é esse? Bem bonito né.

Como dizem os nativos: Pura vida

Dica importante:

Quando eu comprei a passagem de barco de Bocas del Toro, no Panamá até Puerto Viejo, fiz por um site não muito confiável e acabou que, quando cheguei para pegar o meu barco, o responsável disse que não havia recebido pelo valor que eu tinha pago. Eu não soube o que fazer, porque eu tinha pago o dobro do valor que o transporte cobrava.

No fim, o responsável acabou deixando eu viajar. Foi sorte minha. Então, se você precisa comprar uma passagem de um país para outro e não encontrar sites confiáveis, é melhor entrar em contato com o hostel que você vai ficar hospedado ou o hotel, pois eles podem te indicar uma empresa que faz o transporte. Fui perceber isso quando já tinha chegado em Bocas del Toro, e o preço era no mínimo metade do que eu tinha pago até Puerto Viejo.

Antes de eu pegar o meu voo para o Panamá, eles exigiram uma passagem de saída do país. Eu estava na Colômbia, não sabia como comprar uma passagem de ônibus ou de barco do Panamá para a Costa Rica. Mas agora já sei que é só entrar em contato com um hostel da cidade da qual vou me fazer a passagem da fronteira, é mais seguro.

Como foi a minha viagem em Cancún

Cancún é conhecida por ter belas praias. Os grandes resorts de altíssimo padrão convidam os viajantes para aproveitar o luxo e o glamour das instalações de frente para o mar. Mas existem também as hospedagens mais acessíveis como os hostéis. Dá para fazer uma viagem tanto barata quanto cara. Depende do gosto e do bolso.

As praias de lá são realmente de deixar o caído mesmo. Não tem como não se encantar. Eu fui em duas das várias que existem em Cancún. A Playa Delfines é uma das belezas mais extraordinárias do litoral que já vi na vida. A água puramente azul e o mar calmo, pelo menos quando eu fui, são inacreditáveis, parece que não existe de tão paradisíaco que o lugar é. O legal lá é que tem cabanas gratuitas para você se proteger do sol, mas tem que chegar cedo para conseguir uma, eu consegui porque fui de manhãzinha.

Praia Delfines em Cancún. Cheguei cedo para encontrar o lugar sem muita agitação

A fila (com aproximadamente umas 10 pessoas) debaixo do sol escaldante para tirar a foto com o letreiro Cancún, pode ser desnecessária se você vai a outra praia menos badalada outro dia, como a Langosta. Lá também tem o letreiro que todo mundo quer tirar foto. Eu não quis nem passar perto da fila que estava na placa da praia Delfines. Ainda bem que tem em outra praia. Sabe quantas pessoas estavam na fila, na praia Langosta, para tirar a foto com o letreiro? Nenhuma. Chamei uma mulher que passava na rua e pedi para tirar a minha foto sem nenhuma cerimônia, muito menos sem espera no calor do verão mexicano.

Sem filas, nem espera no calor mexicano da praia Langosta

A praia Langosta é linda também, vale a pena conhecer.

Praia Langosta em um dia de sol leve

Buenos Aires – San Telmo e a Casa Rosada

A cidade tem bairros legais para um passeio descontraído como em San Telmo que fica próximo ao centro. Aproveitar a caminhada para passar pela Casa Rosada é fácil. San Telmo é mais recomendado no sábado. Quando eu fui, não era dia da conhecida feirinha dos artesãos. Além disso, na região tem vários lugares como cafés e restaurantes.

Depois de passar por San Telmo e tirar uma foto com a celebridade dos quadrinhos Mafalda, fui para a Casa Rosada que fica no centro. A limpeza de um lugar tão central chama a atenção. A Plaza de Mayo é um lugar imprescindível para conhecer tanto por sua importância arquitetônica como a sede do governo do país, quanto pela história, que foi lá que no dia 1° de maio, de 1952 que Eva Perón fez seu famoso discurso para os trabalhadores argentinos.

Mafalda e seus amigos pousando para a minha foto em San Telmo

Casa Rosada ao fundo em um frio que faz pouca gente ficar na praça

Um edifício bonito no centro

Como pegar um voo mais barato no exterior?

Durante uma viagem de várias cidades, em um país do exterior, o turista consegue economizar no valor da passagem aérea. A forma mais rápida para isso é não entrar nos sites brasileiros no exterior, que tem passagens são mais caras.

Se uma pessoa estiver no Chile, por exemplo, e quiser pegar um voo de Santiago para São Pedro do Atacama por um site brasileiro, vai pagar mais caro. O caminho mais barato, para comprar uma passagem, é pelo site na versão do país. Isso funcionou em vários momentos comigo quando estava no exterior.

Outra maneira de economizar é usando cartões que não cobram uma taxa além da normalmente cobrada, isso acontece em conversões duplas. Por exemplo, se você está na Argentina, mas tem um cartão pré-pago em dólar. O valor cobrado pela compra vai ter uma taxa de conversão do dólar para o peso argentino, mas isso não é vantajoso, sendo que você já pagou a taxa da conversão do real para dólar. Prefira um cartão que faça uma conversão direta de qualquer moeda. Eu indicaria esse cartão pré-pago aqui que tem boas taxas de conversão direta.

Aeroporto Internacional da Cidade do México – Passagem aérea para San José, na Costa Rica, foi comprada em um site mexicano
Reprodução/Adriano Ferreira

Nas altas temporadas, as chances de conseguir um voo mais barato se tornam mais escassas. O planejamento bem antecipado garante um preço melhor do que aquele das últimas semanas ou dias. Pensar com antecedência para aonde voar é uma maneira eficaz para pagar mais barato. O Google Voos tem um recurso que avisa quando uma passagem aérea caiu. Sempre ative esse alerta para acompanhar as oscilações de preços das passagens para o destino que você deseja viajar.

Parque da Luz – São Paulo

No centro de São Paulo, ao lado da estação da Luz, fica o Parque da Luz. Dar uma volta nesse parque, em um fim de tarde, é uma boa opção para quem está passando ali perto. Encostado do parque está a Pinacoteca. O espaço é cheio de exposições de arte.

Quem vive por ali, aproveita para fazer um exercício na academia com pesos de cimento ao ar livre. Só passear ou passar o tempo batendo papo também é ótimo para relaxar em meio a uma grande cidade. Em cima da gruta do parque, é possível ter uma vista mais panorâmica da natureza. Depois de um passeio por lá, o visitante pode esticar o programa no Museu da Língua Portuguesa, ao lado da estação da luz.

Eu não nunca notei a presença de muitos turistas por ali. O lugar é mais frequentado por pessoas que moram na região. Apesar disso, não deixei de apresentar esse parque para uma amiga belga que gostou do passeio. Até porque ali tem outras atrações culturais e artísticas.

É preciso tomar cuidado nessa região. O ideal é evitar andar com o celular ou câmera fotográfica na mão muito tempo. No Parque da Luz tem segurança, mas é bom evitar o indesejado.

Parque da Luz – Lugar para esquecer da correria do dia a dia

Curitiba, um na cidade e dois lugares próximos para conhecer

Olá, amigos, tudo bem?

Curitiba é a capital do estado do Paraná, que fica no sul do Brasil. A cidade é elogiada em diversos aspectos como limpeza, organização e boa qualidade de vida. Atualmente eu estou passando uns dias aqui e posso dizer que gostei dos lugares que conheci.

Abaixo vão três lugares, um é na capital, os outros dois ficam na região metropolitana, perto da divisa de Curitiba, apesar de não ficarem tão acessíveis para quem pega transporte público, nem serem os tradicionais dos turistas que passam por Curitiba, vale a pena conhecer para quem vai ficar mais tempo na cidade ou gosta de sempre passear mais.

1 – Jardim Botânico

Esse lugar é imperdível, é o cartão postal da cidade. Lá, o tamanho do jardim proporciona uma bela caminhada. O turista consegue tirar fotos bonitas da estufa que tem um andar. Para quem está hospedado no centro, o acesso fica fácil tanto de ônibus quanto de táxi ou Uber. Você não vai demorar mais que 15 minutos de carro ou mais que 20 minutos de transporte público, que custa R$ 4,50. Perto do Shopping Estação, que fica no centro, passa o ônibus 464 – Jardim Botânico. De Uber, o tempo é de quase 8 minutos e o valor sai aproximadamente por R$ 15.

Consegui uma foto legal do jardim

Jardim tem um trabalho elegante com a paisagem

Dentro e fora da cidade, existem lugares que merecem uma visita para quem tem mais tempo e está mais disposto a bater perna.

2 – Parque de São José dos Pinhais

Os amantes de natureza vão gostar e querer passear bastante por esse belíssimo lugar cheio de ar puro e espaço. Tem lugares para tirar boas fotos perto do lago, na ponte de madeira e em um lugar com animais de pedra. Do lado do parque, está uma churrascaria, ou seja, depois de caminhar por um lindo espaço arborizado, dá para aproveitar a proximidade e se deliciar no restaurante. O parque fica longe do centro se o transporte for público. A duração do trajeto é de uma hora, saindo de um ponto perto do Shopping Estação no centro. O ideal seria chegar lá de Uber, do centro de Curitiba, o tempo do trajeto fica em torno de 25 minutos e o preço é quase R$ 26,00.

Não foi fácil conseguir essa foto, mas consegui

Ambiente perfeito para esquecer das sobrecargas e relaxar

3 – Bosque Municipal de Pinhais

O espaço desse parque é pequeno, mas é um lugar ideal para passar um tempo ocioso. Lá tem um terreno coberto de pedras brancas, o que torna o lugar diferente para tirar boas fotos. A ponte perto do lago é um ótimo cenário para mais fotos. É possível descansar nas cadeiras de pedra ou então ler alguma revista ou livro que ficam disponíveis em um espaço coberto, que possui um grande banco feito de tronco de árvore que está bem conservado. É bem diferente. Para chegar lá, a partir da Rodoferroviária no centro, tem o ônibus 304 – Terminal Pinhais. O trajeto dura quase 45 minutos, tem que andar mais uns 20 minutos a pé. De Uber fica bem mais fácil, a duração da viagem é de quase 19 minutos e o valor fica em torno de R$ 20,00.

O lugar é pequeno, porém relaxante
Natureza que descontrai

O que fazer no avião em uma turbulência assustadora?

Quem já viajou de avião deve saber como é uma turbulência, a sensação é parecida a de estar num carro que está passando numa estrada cheia de buracos. Em primeiro lugar, queria deixar tranquilos vocês meus leitores, porque as estatísticas provam que morre muito mais gente de carro do que de avião.

Revista para uma leitura em espanhol, e controle remoto para escolher as músicas preferidas da lista de músicas

O primeiro voo da minha vida que peguei teve turbulência, me assustei? Sim, mas sei que pode acontecer outra vez. Então o que fazer em um momento tenso, mas passageiro como esses? Aqui abaixo vão dicas baseadas na minha experiência do que fazer no avião em uma turbulência:

1 – Ouça uma música

Para relaxar e tirar o foco da tremedeira as músicas preferidas podem dar um conforto. Selecione aquela playlist imperdível caso o seu assento tenha uma tela de entretenimento. Não adianta ficar preocupado, a turbulência passa. Se entreter é a melhor forma de ter uma boa experiência em um voo, até mesmo em um momento turbulento.

2 – Folheie uma revista

Eu amo ver aquelas revistas de avião publicadas em diversos idiomas. Tem várias fotos chiquérrimas de lugares e hospedagens dos sonhos, uma ótima distração para qualquer momento. Aproveite para colocar sua leitura em dia, principalmente se você gosta de ler em inglês ou espanhol. O tremor não é tanto a ponto de atrapalhar na leitura.

3 – Tente dormir

Se você não quiser chegar tão cansado, dormir no voo vai poupar energia para aproveitar mais. Eu não consigo dormir com o avião passando por turbulência, mas se eu estiver bem cansado, aproveito a minha soneca. Aproveite a sua também.

4 – Ore

A oração tem seus efeitos e me deixa também mais tranquilo em qualquer situação que foge do meu controle, eu acredito em Jesus e sei que ele me guarda em todos os momentos, e sei que pelos 12 países e pelas mais de 40 cidades que passei, foi Ele quem me guardou. Quem pede, recebe.

5 – Se imagine chegando bem

Pensamentos bons ajudam a tirar o medo, então pense que vai chegar feliz e entusiasmado para aproveitar tudo do seu destino escolhido. Turbulência faz parte, o avião é um meio seguro de viajar. Então boa viagem.

O que fiz na escala de 4 horas no Aeroporto de Córdoba, Argentina

Depois do meu voo que saiu de Buenos Aires para a cidade de Córdoba, na Argentina, eu sabia que ia ter que arranjar alguma coisa para fazer. Sabe o que fiz? Li umas revistas que tinha levado comigo, quando me cansei, passeei pelo aeroporto de Córdoba que não é muito grande. Depois tirei umas fotos e comi alguma coisa, o próximo destino foi em Santiago, no Chile.

A cidade de Córdoba é bem famosa na Argentina, mas mesmo com uma escala de quatro horas não daria para arriscar conhecer a cidade e perder o voo. Então quem sabe no futuro eu não vá para lá?

Olha só como é o aeroporto de Córdoba:

O corredor do lugar estava tranquilo
Obras de arte deixam o visual mais interessante
Bela vista da pista de decolagem do aeroporto de Córdoba
Mesmo tendo acordado de madrugada, estava com um sorriso no rosto para Santiago

Onde passeei em São Pedro de Atacama, no Chile

Todo mundo no Chile me falava sobre esse lugar e quão imperdível ele é, como de qualquer maneira eu tinha que subir para chegar na Bolívia, São Pedro de Atacama virou uma parada obrigatória antes de chegar em Uyuni na Bolívia, e não me arrependo nenhum pouco de conhecer esse lugar incrível.

Por ser um deserto, a melhor opção de hospedagem é de lugares próximos do centro, onde o turista encontra tudo o que precisa como agências de viagem, restaurantes, mercados, casas de câmbio e lojas.

O lugar é bem fora do comum mesmo, perto vilarejo dá pra conhecer as formações rochosas deslumbrantes de bicicleta, mas não se esqueça de levar uma água e um boné para se proteger do sol. O recomendado para esse programa é sair quase no fim da tarde.

Perto do vilarejo de São Pedro do Atacama, eu passeei de bicicleta pelos arredores, olha os lugares por onde passei:

São Pedro do Atacama, Chile
Feirinha perto do centro do vilarejo de São Pedro do Atacama
Região seca com montanhas e céu limpo
Formações rochosas fazem parte da paisagem
Essa blusa era para uma precaução para o frio que começa a fazer quando anoitece
Rochas e rochas perto do vilarejo de São Pedro do Atacama
As pastagens também podem ser encontradas
Vegetação modesta acompanha o caminho para as rochas