Ilha Cozumel, no México – Parte 1

Quem não gosta de uma ilha paradisíaca? Cozumel, no México, a aproximadamente 35 minutos de Playa del Carmen, é um local visitado por muitos turistas.

Quem chega em Playa del Carmen consegue encontrar diversas empresas que fazem o percurso de ferry, a mais barata é a México. Quando fui, paguei 90 pesos mexicanos para a ida e volta (quase 18 reais ao todo).

O dia em que fui não estava com muito sol

É importante prestar atenção no último horário de volta de Cozumel para Playa del Carmen às 20:00 hs, e o penúltimo volta às 18:00 hs, ou seja, são duas horas de diferença. Eu perdi o horário das 18:00 hs e acabei tendo que esperar o próximo.

Monumento de aves que fica próximo ao porto de chegada da ilha
Essas carruagens parecem vindas de um conto de fadas para um passeio real romântico com alguém qualificado para a vaga

Quem vai para Cozumel, antes de mais nada, precisa saber que as praias não estão perto do porto. Andar vai tornar o dia bem cansativo, por isso, alugar um carro ou uma bicicleta é indispensável.

Fui numa loja perguntar quanto era o aluguel de uma bicicleta e na época custava $ 150 pesos o dia todo (R$ 30,00). Um carro para quatro pessoas o dia todo estava em torno de $ 200 pesos para cada um (R$ 40,00), fora o combustível. Para quem quiser ver mais praias, é recomendável visitar Cozumel com mais pessoas para alugar um carro e passear tranquilamente sem pressa e sem perrengue.

Aqui abaixo vai uma empresa que faz o aluguel de veículos. O local dessa agência é numa rua à esquerda da torre do relógio, bem visível, que fica na praça principal. Não peguei o nome da rua, perdóname.

As melhores praias ficam na parte contrária do local do porto em que você chega. Então amigos, não faça como eu, e não vão para a Playa Azul a pé. Acho que uma bicicleta, para quem não está acostumado com a distância e com o calor, vai exigir bastante do condicionamento físico. Se você tem essa preparação, só vai 😉 Acho que preciso ir outra vez para Cozumel para aproveitar as praias de verdade.

Variedades de comércios e restaurantes ficam no centrinho perto do porto de chegada

O centro de Cozumel é totalmente variado, tem lojinhas com lembranças, restaurantes e hotéis. O lugar é bom para fazer compras. Comprei um chaveiro como lembrança da ilha.

Centrinho da ilha Cozumel perto da torre de relógio na praça principal

Curtindo a praia das Gaivotas em Floripa

A alguns minutos do centro do bairro dos Ingleses, no norte de Florianópolis, fica a praia das Gaivotas. Lá você pode encontrar uma faixa de areia mais extensa do que na praia perto do centrinho do bairro. As ondas são um pouco mais agitadas, mas nada que impeça de curtir o mar. A areia é clara e a água é transparente, mas isso vai depender do dia. A temperatura do mar pode ficar um pouco fria, porém não atrapalha os mergulhos, ainda mais se o sol estiver rachando.

Em um domingo, fui lá com a minha mãe aproveitar a praia. Como o dia estava de sol, então curti bastante. Se você não vai levar um guarda-sol, o preço do aluguel é de R$ 10,00 até as 18h00. Aluguei um e fiquei até umas 15h00. Já estava com as cadeiras de praia.

O domingo estava de sol, céu limpo, então aproveitei para tirar um foto na beira da Praia das Gaivotas

Caso você deseje ir caminhando do centro dos Ingleses até a praia, vai levar cerca de uns 20 minutos. Se pegar um Uber, é rapidinho; uns 6 minutos. Eu fui de Uber de casa até as Gaivotas.

Gosto de tomar bastante sol e garantir a vitamina D. Curto me queimar, mas passo bastante protetor e hidratante para não descascar

Se você for comprar alguma comidinha ou bebida na alta temporada (de dezembro até meados de março), prepare o seu bolso. Uma água de coco custa R$ 10,00, enquanto um açaí médio R$ 15,00, se for no crédito, pode ter alguma taxa. Levei algumas comidas de casa, então não gastei quase nada na praia mesmo, só tomei o açaí.

Nada melhor que apreciar a natureza na beira do mar

O dia foi bom demais nessa praia de Floripa

Essa foto foi tirada debaixo da sombra do guarda-sol

Dólar acima de R$ 5? Veja 4 praias para visitar no Brasil

A alta do dólar deixa aquela viagem internacional tão sonhada mais cara. O dólar hoje passou dos R$ 5, mas isso não quer dizer que o sonho de viajar acabou. Existem lugares muito lindos no Brasil que vale a pena conhecer sim e que vão proporcionar uma experiência inesquecível.

Vou deixar aqui 4 lugares para você pensar em conhecer dentro no Brasil depois que a quarentena passar:

1 – Florianópolis

As paisagens da cidade, que fica em uma na ilha, são lembranças para toda a vida. O destino é bem badalado, mas tem preços mais em conta também. Isso vai deixar os gastos bem menores que lugares mais visitados como o Rio de Janeiro.

Quem gosta de um lugar com uma faixa de areia mais extensa, a praia de Canasvieiras é uma boa pedida. Hoje eu estou morando no bairro dos Ingleses, onde a praia também é boa demais. A parte mais bonita, na minha opinião, é onde ficam as dunas, no lado direito lá no fim perto da montanha.

Praia dos Ingleses perto das dunas
Linda paisagem. No verão a água tá perfeita
Mar bom, sol bom e uma foto para deixar na memória

2 – Salvador – Bahia

Não vão faltar praias lindas para apreciar. A Praia do Farol da Barra e do Rio Vermelho são lugares imperdíveis principalmente por estarem de frente para a cidade. Caso você não queira tanta agitação, o Morro de São Paulo vai ser mais ideal para o seu gosto. Essa antiga vila fica a duas horas de Salvador.

Praia do Farol. Olha isso…
Reprodução: Férias Brasil

3 – São Sebastião – São Paulo

Quem está em São Paulo e não vai poder viajar para muito longe, São Sebastião é uma boa escolha. São diversas opções de praias como: Arrastão, São Francisco, Enseada, Barequeçaba, Maresias, Boiçucanga e Barra do Una. Existe até mesmo um grupo do WhatsApp para os turistas.

Enseada, opção mais ao norte de São Paulo
Reprodução: SãoSebastião.tur

4 – Porto de Galinhas – Recife

As piscinas naturais são um dos grandes atrativos dessa região que fica no litoral sul do estado. A região conta com paisagens paradisíacas. Aproveite também para se deliciar nas comidas típicas como o arrumadinho.

Difícil uma praia do nordeste não ser belíssima
Reprodução: Eu ando pelo mundo

Como é a praia de Canasvieiras em Florianópolis?

Canasvieiras, que está no norte da ilha, foi o primeiro bairro em que morei em Florianópolis e fica pertinho do badalado Jurerê Internacional. Todo mundo que passeia por Canas (apelido de Canasvieiras) diz que o estilo do lugar é mais familiar, e eu concordo. Por não ser grande, você consegue fazer coisas básicas na região como ir ao supermercado, ao correio, às lojas e à farmácia com poucos passos.

Norte de Florianópolis, no bairro de Canasvieiras, existe uma boa estrutura para receber turistas
Uma das principais vias de Canas é rua Madre Maria Villac, a alguns passos da praia

Às vezes na praia dá para ver algumas lanchas e barcos mais afastadas da orla, navegando em meio ao mar que tem dias quase sem ondas, porém outras vezes é mais agitado, mas não muito. Quem quer passear de lancha não vai ter dificuldade em se deslocar de Canas até Jurerê, que é onde os aluguéis estão disponíveis.

Dia de sol rachando e mar relaxado em Canas, amo

A praia é uma das mais lindas que eu vi aqui em Floripa. O destaque é para os espetaculares pores do sol. O mar tem águas claras caso o dia esteja de sol constante, a faixa de areia é extensa, o que dá espaço para receber muito visitante sem aglomeração.

Nesse dia o mar tava quase uma piscininha
Que pôr do sol lindo é esse?
A natureza é uma obra de arte. Não esperava por essa vista

Lado Esquerdo: residências, pedras (Ponta dos Morretes), pequenas trilhas e Jurerê Tradicional

No lado esquerdo da beira da praia de Canasvieiras, que é bastante residencial e tem mais a presença hotéis, ficam algumas pedras. Lá as pessoas podem fazer uma pequena caminhada na parte de baixo quando a maré está baixa, ou então subir pelas pedras e fazer uma trilha rápida até o outro lado da praia. Essa parte é conhecida como Ponta dos Morretes. Tem que ter disposição.

Para quem gosta de caminhar ainda mais, dá para chegar em Jurerê Tradicional com uns 30 minutos ou menos a partir das pedras.

Caminho para Jurerê em um dia nublado, imagina com sol

Lado direito: restaurantes, trapiche, passeio do Barco Pirata e Praia da Cachoeira

Se você for caminhando para o lado direito vai se deparar com uma bela paisagem também. Tem alguns restaurantes/bar na beira da praia para saborear algum petisco.

Um passeio que eu ainda não fiz por conta da pandemia é o Barco Pirata, mas, que agora está disponível com medidas de segurança contra o coronavírus (50% da capacidade e uso de máscara).

O Barco do Pirata passa por várias praias como Canajurê, Jurerê Internacional, Praia do Forte,
Ponta das Canas, entre outras. A duração é de 1h30. Os valores atualmente são de R$ 65 no cartão e R$ 60 no dinheiro. Aqui vai o site do passeio Barco Pirata para você ter mais detalhes.

Atração turística está tomando medidas preventivas depois de ter interrompido suas atividades

Mais para frente, não vai ser difícil de achar o trapiche, para quem é de São Paulo, o nome conhecido é o “pier”. Lá você consegue apreciar, tirar fotos “matadoras” da paisagem e não deixar passar a visão do nível de claridade da água.

Trapiche ou pier na parte direita de Canasvieiras. Antes tinha um toldo, porém ele foi levado pela ciclone bomba que teve em Floripa, mas calma que esse fenômeno é raro de acontecer.
Fui até o trapiche tirar uma selfie

Se você gosta de caminhar, mais para frente tem a Praia da Cachoeira (não tem cachoeira perto kkk), a faixa de areia nessa parte é menor e as propriedades são mais residenciais. Tem menos gente circulando e por isso é mais tranquilo, pelo menos na época que passava por lá em agosto e setembro.

Um pouco depois do trapiche, você vai em direção à Praia da Cachoeira. Gostou?

O que fazer quando alguém grita com você?

Sinceramente, a primeira coisa que pensamos quando outra pessoa grita com a gente é: Por quê?? 


Tem gente que não tem medo de expressar a sua indignação ou simplesmente quer desrespeitar a outra, mas aí está a questão. Não é necessário ficar gritando com ninguém para se fazer entender. O grito muitas vezes é um sinal de que a pessoa não vai com a sua cara e está fazendo questão de mostrar isso para você, principalmente, se é uma pessoa fora do seu círculo de amigos e que você acabou de conhecer. 


Existem várias maneiras de reagir a um grito, tudo depende do seu temperamento. A seguir vão algumas sugestões de como agir diante de uma pessoa que resolveu ativar o alto-falante da garganta dela:


Respire fundo

Um grito gera um incômodo e uma repulsão em relação ao que grita. Muitas vezes você pode entender que a pessoa está tão estressada, que resolveu descontar em você, então simplesmente respire fundo e vá procurar outra coisa para fazer. Se você não quiser levar um segundo grito e não se importar com isso, continue conversando com a pessoa tranquilamente já preparada para o próximo berro.


Tome um suco de maracujá

Tudo bem que parece que um grito, na grande maioria das vezes, nunca faz sentido. Mas, se você está discutindo fervorosamente com uma pessoa, é comum que ela grite para ganhar a conversa se ela já gosta de gritar. Dependendo da conversa, se alguém já começou a usar o recurso, é porque quer ser mais. Então mesmo que o grito faça sentido, ou não, deixe para lá. Se estiver na sua casa, vá na cozinha preparar um lanchinho e tomar um suco de maracujá e tudo terminará bem.


Veja se é natural

Algumas pessoas falam gritando naturalmente, com essas não dá nem para discutir, principalmente se você tem a voz fina e baixa. Algumas pessoas falam parecendo que engoliram um microfone, mas esse é o modo natural de se comunicarem. Uma dica é evitar que essa pessoa um dia precise gritar com você.


Estabeleça limites

Essa é para aqueles que não admitem serem maltratados. Gente, não vamos brigar só porque alguém grita com a gente. Apenas vamos impor limites. Dependendo da pessoa que grita, podemos traçar uma fronteira sem direito a um carimbo de entrada. Quando alguém começar a gritar devemos dizer: “Não grita comigo que eu não estou gritando com você…”. Pronto, você já deixou claro que não quer e que não gostou de ser gritado.


Reaja no mesmo nível (da idade mental)

Se depois que você já estabeleceu o limite, a pessoa quer continuar a gritar, não vale a pena discutir ou começar uma briga. Se a pessoa grita sem parar, comece a reagir no mesmo nível etário (5 anos) que ela está agindo. Coloque as mãos nos ouvidos e comece a cantar: lá, lá, lá, lá, lá… Vá para outro lugar mostrando que você sabe lidar muito bem com pessoas que têm certos tipos de atitudes. 


Seja cordial

Se um dia o seu chefe gritar com você, não fique triste. Não leve para o lado pessoal e tente ser o mais tranquilo possível para garantir o seu salário no final do mês. Se o chefe costuma sempre gritar com você, procure outro emprego ou simplesmente ignore os gritos. Não use a dica do “Reaja do mesmo nível”. Simplesmente tenha paciência e procure outro trabalho, se um grito é uma coisa que te deixa mal e afeta a sua alegria de trabalhar para a empresa. Ou… então, fale cuidadosamente: “eu não estou acostumado a levar grito, não…”

Seguindo essas dicas, você vai se sair muito bem na vida quando alguém vier gritar com você. É melhor agir assim que começar uma briga, tudo pode ser resolvido com atitudes mais amenas que não geram atritos entre as pessoas. E se você é a pessoa que gosta de gritar: PARE com isso agora!! Antes que tudo o que você deixe para trás seja um caminho cheio de inimizades por onde você andar.

Onde comer um bom cachorro-quente em São Paulo

Quem é que não gosta de comer um delicioso hot dog? Ou cachorro-quente como também é chamado o lanche muito popular no mundo todo. Não é difícil encontrar algum lugar que venda hot dog, mas poucos têm um sabor delicioso e um bom preço.

Um lugar que sempre recomendo e levo os meus amigos é o trailer do Edinho, na Praça Silvio Romero no bairro do Tatuapé. O cachorro-quente básico já é delicioso o suficiente para não pensar muito antes de escolher essa opção. O valor é mais convidativo ainda são R$ 8,00.


Nos fins de semana, é normal uma fila se formar no trailer, no entanto, vale a pena esperar. Então, se você quer comer um cachorro-quente saboroso, é só comparecer lá na Praça Silvio Romero, no bairro do Tatuapé em São Paulo. O trailer fica aberto o dia todo e sempre lota nos fins de semana à noite.

Praça Silvio Romero – Tatuapé
Reprodução/Gazeta do Tatuapé

Cerro San Cristóbal, em Santiago no Chile

Um dos pontos mais visitados da cidade de Santiago é o Cerro San Cristóbal. Você consegue ter uma vista muito boa da cidade e da cordilheira, e ainda faz um exercício físico para chegar até o topo do morro. Nem preciso dizer que no domingo é cheio de gente querendo tirar uma foto no melhor ângulo que pode.

O Cerro San Cristóbal em Santiago fica próximo ao centro, não é de difícil acesso. Leve uma garrafinha de água para matar a sede. Caso você não queira subir a pé, tem um transporte que também te leva até o topo do cerro, o funicular. Eu recomendo altamente que você se alongue e curta a experiência de subir a pé, vai ser mais legal por causa do esforço. A vista da montanha é o maior atrativo juntamente com a proximidade da natureza.

Olha só as fotos:

Nessa dia fazia um pouco de frio

Uma praça em cima de um morro alto, nada mal

Cordilheira com neve e prédio famosão Sky Costanera
O sol veio deixando a paisagem mais clara e o céu sem nuvem

Distância. Você sabe o momento de se afastar?

A distância pode ser benéfica. Imagina você ficar distante de tudo o que te causa desconforto. No entanto, nem sempre temos a possibilidade de nos afastar de uma situação indesejada, mas podemos simplesmente estar em um lugar com o pensamento longe de algum fator negativo.

O que é mais importante na distância é a liberdade que ela pode proporcionar em relação ao que é ruim, ao que tira a tranquilidade. Existem diversos momentos em que pensamos em estar bem longe. Isso é bom quando podemos evitar problemas. Eu não estou dizendo que fugir sempre é o melhor remédio, no entanto, em algumas situações da vida é sim.

De tantos lugares que eu passei, percebi que se você tiver que passar por uma situação indesejada, isso será inevitável, mas se você pode evitar, então é preciso fazê-lo. A melhor coisa que acontece é quando o que queremos evitar automaticamente se afasta de nós, diante da impossibilidade do nosso afastamento.


Pensando em outro ponto, a distância também pode trazer uma maior valorização daquilo que é bom. Tem pessoas que infelizmente só valorizam as outras quando estão distantes. Não vamos esperar que as coisas boas se afastem de nós para que reconheçamos a importância delas, principalmente as pessoas.


A distância em certas circunstâncias é benéfica. Ainda mais se você usa ela ao seu favor, até quando parece ruim, ela se torna vantajosa, porque ela mostra do que realmente vale a pena estar perto ou longe.

A distância de algumas coisas nos liberta para lugares novos
Cidade do Panamá- Panamá

Valparaíso, no Chile, é cheia de cores e tem porto no centro

Valparaíso é uma cidade litorânea do Chile que fica a 1 hora de Santiago. Então, se você tiver tempo, dá para conhecer a região. O lugar é cheio de edifícios e construções com um toque artístico. Existe uma atmosfera mais festeira na cidade. Me recomendaram bastante ela, diziam que eu ia gostar. Eu curti mais por causa do estilo mais artístico.

Com duas ou três noites você consegue aproveitar bem o que essa cidade tem de bom para oferecer. Apesar de ser pequena, a cidade tem metrô. Então se você quiser se deslocar com uma bela vista para o mar, vai gostar da experiência.

Eu fiquei no hostel Casa Valparaíso, que fica bem no ponto turístico no Cerro Concepción, perto dos mirantes e das escadas coloridas.

Hostel colorido que combina com a região
A arquitetura clássica se mistura com a moderna em Valparaíso.
Monumento da praça principal de Valparaíso
Gostaram?
Praça central que fica próxima ao porto da cidade
Paisagem do porto com pequenos barcos com bandeiras do Canadá

Por que conhecer Viña del Mar no Chile?

Viña del mar é uma cidade que está quase a uma hora de Santiago, no Chile. Antigamente o lugar fazia parte de duas fazendas. A região é boa para dar um passeio em frente ao mar do Oceano Pacífico e fazer caminhadas, corridas, entre outros esportes. O fim de tarde na beira da praia é o momento mais indicado se você gosta apreciar um belo pôr do sol.

Eu aproveitava as tardes para fazer uma boa caminhada pela beira da praia. Eu só não dei um mergulho no mar porque a água é muito gelada. Fazia anos que não ia para a praia mergulhar, mas não tem como entrar naquelas águas gélidas.

A cidade está próxima da badalada e mais artística Valparaíso, aproximadamente a uns 15 minutos de Uber. Na entrada da cidade tem um relógio de flores que é bem famoso. Recomendo uma estadia de uns 2 ou 3 dias. Eu fiquei uma semana, mas era porque quis parar em um lugar para finalizar o meu e-book As Aventuras de um Jovem Chamado Adriano Ferreira.

Esse Relógio de Flores é bem bonito

Apesar de estar na praia, fazia frio.

Escultura na fonte de frente para a praia

Escultura de areia romântica em Viña del Mar

Em geral, as pessoas sentam na areia e ficam observando a paisagem

Olha isso…